Cautela, sabedoria e pragmatismo nesta vida! (Série ECLESIASTES 41)

Ec 11.1-8         25/09/2022         66 minutos

Pregação por Pr. Mauro Clark

headset Ouça
cloud_download Baixe
print Imprima
pregação close Cautela, sabedoria e pragmatismo nesta vida! (Série ECLESIASTES 41)
volume_upReproduzindo o áudio na barra inferior
 

v.1: Lança o teu pão sobre as águas, porque depois de muitos dias o acharás.

Difícil saber o que significa exatamente, inclusive se é literal – todo ou em parte.

Sugestões:

I. Lançar pão sobre ás águas para ajudar alguém ou algo que precisará daquele pão (pessoa, peixe, ave).

Esses boas ações voltariam algum dia – das mesmas pessoas ajudadas ou de formas totalmente diferentes. Em suma: “O bem que se faz, um dia volta”.

 

II. Lançar pão sobre ás águas seria tentar diversos tipos investimento ou de ganhar a vida, arriscando um retorno, algum dia.

Mesma ideia, mas de modo mais específico: negociar com mercadorias em navios.

NVI: Atire o seu pão sobre as águas e depois de muitos dias... tornará a encontrá-lo.
NIV: Ship your grain across the sea; after many days you may receive a return.
Tradução: Embarque o seu grão através do mar e depois de muitos dias você receberá um retorno.

v.2: Reparte com sete e ainda com oito, porque não sabes que mal sobrevirá à terra.

A palavra hebraica traduzida por “repartir” tem muitos sentidos, entre eles: dar, repartir, dividir, investir.

Para cada sentido poderá haver uma interpretação diferente.

 

Investir

Significado:

Alinhada com uma das ideias do v.1 de tentar diversos meios de investir ou ganhar a vida.

NIV: Invest in seven ventures, yes, in eight; you do not know what disaster may come upon the land.
Tradução: Invista em sete negócios, sim, em oito; você não sabe que desastre poderá ocorrer na terra.
Lições práticas:

* Tenha prudência no que faz

* Não concentre tudo no mesmo lugar (“Não se coloca todos os ovos na mesma cesta”).

* Conte com imprevistos, desastres

 

Dar, ajudar

Significado: ajude o maior número de pessoas enquanto pode, pois não se sabe o futuro.

Importante: além da noção de ajudar, tem o propósito de fazer favores para um dia retornar, se for o caso.

Aqui não seria o caso de suborno e nem de favor hipócrita, puramente interesseiro.

Mas uma ajuda sincera, ciente de que um dia esse favor poderá voltar.

Jesus falou nesse assunto na parábola do mordomo infiel (ou injusto): Lc 16.

Algo como: “Ajude o seu próximo quando você estiver subindo para que ele lhe ajude quando você estiver descendo”.

Em suma: uma ajuda que, além do prazer em si, tem um bônus adicional de poder retornar em momentos imprevisíveis e de grande necessidade.

Lição prática:

* Ajude sempre que puder, se voltar um dia, ótimo!

 

v. 3

Estando as nuvens cheias, derramam aguaceiro sobre a terra; caindo a árvore para o sul ou para o norte, no lugar em que cair, aí ficará.

Exceto as pouquíssimas coisas que podemos controlar, grande parte do que ocorre ao nosso redor está determinado, irá acontecer, quer gostemos ou não.

Lições práticas:

* Acostume-se com as coisas que acontecem e você não gosta. Se não se acostumar, pode comprar o remédio para a úlcera!

* Melhor ainda do que apenas não se aborrecer, é tirar proveito dessas coisas.

 

v.4

Quem somente observa o vento nunca semeará, e o que olha para as nuvens nunca segará.

Significado: não adianta apenas observar o movimento do tempo, sem tomar providências para usufruir devidamente.

 

Lições práticas:

* Conheça o seu ramo e saiba tirar o máximo proveito das circunstâncias ao redor.
(O que adianta o agricultor ver as nuvens chegando, vento etc e não saber como fazer?)

* A preguiça é um grande inimigo, sabia combatê-la. Não fique inerte!

* Cuidado com a insegurança: Será a hora de agir? Espero mais?

* Assumir riscos é uma arte! Assumir pouco pode lhe paralisar. Assumir muito, lhe tornará como um jogador de pôquer!

 

v.5

Assim como tu não sabes qual o caminho do vento, nem como se formam os ossos no ventre da mulher grávida, assim também não sabes as obras de Deus, que faz todas as coisas.

Se os seres humanos não conhecem coisas do próprio dia a dia, obviamente não compreenderão os planos, projetos, motivações, propósitos do Criador.

 

Lições práticas:

* Não se fruste quando chegar no seu limite de entendimento (Einstein teve o limite dele!)

* Não se deixe iludir pelos filósofos, pois se aventuram em explicações e teorias existenciais, das quais não entendem coisa alguma.

* Tenha cuidado também com teólogos cristãos, que se metem a filosofar sobre coisas que a Bíblia não explica.

 

v.6

Semeia pela manhã a tua semente e à tarde não repouses a mão, porque não sabes qual prosperará; se esta, se aquela ou se ambas igualmente serão boas.

Terceiro versículo com “não sabes” (v.2 e 5), mostrando a ênfase, neste trecho, da incapacidade humana de saber o futuro.

 

Um dos sentidos do v.2 é investir em várias áreas por não saber desastres no futuro.

Aqui dá um passo além: como existe o imprevisível, é preciso trabalhar e invistir o máximo que puder.

Lições práticas:

* (Novamente): não fique inerte!
* Não seja otimista demais: “Só uma sementeé suficiente”.

* Tenha bom senso e não exagere: “Vou plantar dez sementes” e ficar sem tempo para a família, coisas do alto, etc.

 

v.7: Doce é a luz, e agradável aos olhos, ver o sol.

Parece óbvio, mas é mais profundo: a luz do sol não é apenas agradável, mas fundamental para a saúde humana - inclusive mental: pessoas se suicidam em lugares de pouco sol.

 

Lição prática: exponha-se ao lugares iluminados, com moderação... e com protetor solar!.

 

Parece que aqui não é apenas uma afirmação isolada de Salomão sobre a importância da luz. Ele tinha um propósito, revelado no v.8:

 

v.8

Ainda que o homem viva muitos anos, regozije-se em todos eles; contudo, deve lembrar-se de que há dias de trevas, porque serão muitos.

 

Por mais que seja agradável e importante a luz do sol, haverá dias de trevas, nuvens espessas, chuva, ou simplesmente sem sol visível no céu.

Metafóricamente: na vida, há dias de trevas, sofrimento, tristeza choro.

 

Lições práticas

* Aproveite bem os dias alegres e agradáveis

* Não se espante com os dias tristes e sombrios. Ao contrário: saiba que eles chegarão.

* Não permita que os dias de trevas roubem a sua vontade e a capacidade de se alegrar na vida, como um todo.

 

Tudo quanto sucede é vaidade.

Ou encerra apenas essa frase do v.8 ou o trecho todo.

Seja como for: no final, as coisas desta vida são secundárias, vazias (se comparadas com a eternidade).

Nunca esqueça isso, ordena o apóstolo Paulo: Cl 3.2

Que Deus nos abençoe. Amém

Igreja Batista Luz do Mundo © 2008-2022
R. A, nº 53, Bairro de Lourdes (Dunas), Fortaleza - CE
E-mail: contato@luzdomundo.org.br
Telefone: (85) 98740-4743
close
Igreja Batista Luz do Mundo © 2008-2022 - www.luzdomundo.org
R. A, nº 53 - De Lourdes, Fortaleza - CE