NATAL - Os pastores glorificaram a Deus. E você?

Lc 2.8-18         26/12/2021         56 minutos

Pregação por Pr. Mauro Clark

headset Ouça
cloud_download Baixe
print Imprima
pregação close NATAL - Os pastores glorificaram a Deus. E você?
volume_upReproduzindo o áudio na barra inferior

Ênfase: reação dos pastores, especialmente o louvor a Deus que eles ploclamaram.

Acho que a grande maioria, senão todos aqui reagiriam como os pastores: admirados, divulgando, louvando a Deus.

Aliás, isso é apropriado para uma criatura de Deus.

Inclusive, até os animais, os astros devem louvá-Lo, como diz o salmista de Sl 148.

 

Mas será esse tipo de louvor suficiente para agradar plenamente a Deus? Não.

Transmitir com entusiasmo algo inusitado que viu da parte de Deus, é bom e até obrigatório, mas não suficiente para o que Deus espera de um ser humano.

Certo que Ele espera um louvor, inicialmente, apenas por algo que os olhos viram, mas ao longo da vida de cada um, Deus gostaria de receber um louvor íntimo, proferido como consequência de uma transformação pela qual o coração passou.

 

E, nessa profundidade, não podemos afirmar que todos os pastores glorificaram a Deus.

Como um grupo de pessoas como outro qualquer, é razoável supor que apenas alguns deles, ao passarem por tudo aquilo, tenham crido de todo o coração no conteúdo do que ouviram e exercido fé no recém nascido Salvador.

Quanto aos outros, depois da excitação do momento e do eufórico relatório das maravilhas que viram, presumimos que voltaram à rotina de antes.

Devem ter falado por uns dias enquanto se lembravam, mas depois, com corações não modificados, voltaram a viver como antes e a  falar das coisas de sempre.

Afinal, a boca fala do que está cheio o coração.

E o coração do homem é pecador e difícil de ser transformado.

Na parábola do semeador (Lc 8.4-15), dos quatro resultados relatados, três deram em nada: 1. Uma parte caiu à beira do caminho, foi pisada e as aves comeram no chão mesmo. 2. Outra parte caiu sobre e pedra, cresceu um pouco mas murchou por falta de água. 3. Outra caiu no meio dos espinhos, que a sufocaram. Apenas uma caiu em boa terra, cresceu e produziu fruto.

 

Você, amigo, que tem visto Deus fazer coisas inusitadas ao seu redor, conhece a história de Cristo e fala dEle e louva a Deus, ótimo, mas não fique só nisso!

Que tal ir mais fundo, passando a conhecer a Cristo não apenas pelo que ouviu falar?

- Mas eu não falo apenas porque ouvi falar, eu acredito!

Ótimo, mas ainda não é suficiente. Os demônios também acreditam! Tg 2.19

O ouvir falar e o acreditar devem ser apenas o gatilho para deflagrar uma busca séria do entendimento da Pessoa de Cristo, lendo a Bíblia, ouvindo pregações.

Ao mesmo tempo, abrindo o coração, deixando invadir pelo poder do Espírito Santo.

E assim tornando-se nova criatura, salvo, filho de Deus.

Assim, o seu louvor a Deus será muito mais eficiente, mais vivo, mais poderoso.

 

Teria sido muito interessante uma pesquisa, quando Jesus fez um ano de idade: daqueles pastores, quantos ainda continuavam falando de Cristo e louvando a Deus, e quantos já haviam parado de falar meses atrás.

Espero que você não fale ou pense mais em Cristo apenas em dias de festividades cristãs e depois caia numa rotina, mesmo religiosa, mas sem muito valor diante de Deus.

Só se dê por satisfeito quando sentir vontade de louvar a Deus todos dias da sua vida; quando sentir o seu ser cheio de gratidão ininterrupta a Cristo, pelo que Ele fez por você.

 

Quanto aos crentes, graças a Deus por cada um aqui que anuncia as coisas reveladas na Bíblia, que fala de Cristo, não apenas por ter visto algo que lhe impressionou, mas porque a Palavra de Deus germinou no seu coração e o modificou pelo poder de Deus, levando-o à espetacular experiência da conversão.

Com seus pecados perdoados, esse foi unido com Cristo e agora fala dEle com prazer, com entendimento, com conhecimento de causa.

Esse entende o porque do Natal, o porque da vinda de Cristo, da morte dEle, da ressurreição dEle.

Se você é assim, louve a Deus todos os dias por ter lhe dado tal condição de vida eterna.

 

Que Deus nos abençoe. Amém

Igreja Batista Luz do Mundo © 2008-2022
R. A, nº 53, Bairro de Lourdes (Dunas), Fortaleza - CE
E-mail: contato@luzdomundo.org.br
Telefone: (85) 98740-4743
close
Igreja Batista Luz do Mundo © 2008-2022 - www.luzdomundo.org
R. A, nº 53 - De Lourdes, Fortaleza - CE